A Companhia De Desenvolvimento de Maricá (Codemar) abriu o Chamamento Público nº 191110/2018 para credenciamento de empresas e empreendedores interessados em realizar a comercialização e emissão do E-Tíquete do Estacionamento Rotativo de Maricá aos usuários do sistema de estacionamento pago nas vias, logradouros e áreas públicas do município. Poderão participar do credenciamento, empresas interessadas que apresentarem toda a documentação exigida conforme os anexos.

Os interessados devem ler atentamente o Edital (anexo) e preencher a Ficha de Inscrição (anexo) e enviar toda documentação exigida para o email comercial@codemar-sa.com.br devidamente preenchidos.

A Diretoria Comercial da Codemar será a responsável por analisar as fichas e habilitar a documentação das empresas classificadas. Após análise dos documentos, a Codemar irá convocar os classificados para finalizar o credenciamento e assinar o termo de contrato.

Para os empresários e empreendedores donos dos estabelecimentos é uma oportunidade de aumentar a circulação de pessoas nos comércios, já que os usuários deverão ir até os PDVs para adquirir os créditos do estacionamento rotativo. Ser um agente facilitador no dia-a-dia do consumidor é um tipo de amenidade que definitivamente vai fazer com que o cliente crie simpatia pelo estabelecimento, aumentando as chances dele em consumir produtos e serviços.

A implantação do Estacionamento Rotativo de Maricá já está em fase final de contratação da empresa que irá fornecer a tecnologia para operação das vagas. A Codemar e a Prefeitura realizaram uma série de audiências públicas em todos os distritos do município para esclarecer a população sobre o funcionamento do Estacionamento pago.

A implantação será executada em três fases: Fase 1 – Centro e adjacências; Fase 2 – Ruas centrais de Itaipuaçu e Inoã; e Fase 3 – Orlas Municipais (Ponta Negra, Itaipuaçu e Barra de Maricá).

Concluído o estudo de viabilidade, as demarcações serão numeradas. Os usuários poderão adquirir o período rotativo através de aplicativos ou dos pontos de venda cadastrados nas imediações das vagas. Um aplicativo também mostrará as vagas livres e o tempo de uso do período adquirido. O monitoramento do uso das vagas será realizado por fiscais da Codemar e guardas municipais que atualizarão o aplicativo e vão emitir autuações de atos infracionais.