O Aeroporto de Maricá recebeu a visita do Tenente-Coronel Subcomandante do Serviço Regional de Proteção ao Voo de São Paulo – SRPV – SP.

O Aeroporto de Maricá continua rendendo resultados positivos no que diz respeito aos serviços aeroportuários. Com isso, é comum a visita de diversos profissionais da área que vêm identificar o diferencial que as instalações do aeroporto possuem. O Tenente-Coronel Cicácio visitou as novas instalações do aeroporto e ficou “maravilhado” com as novas projeções implantadas.

Cicácio é Chefe da Divisão de Operações do SRPV – SP, unidade do Departamento de Controle do Espaço Aéreo – DECEA que fiscaliza os aeroportos de São Paulo e Rio de janeiro, inclusive o da cidade de Maricá. O tenente tem a missão de fiscalizar as atividades desenvolvidas nos aeroportos. A recente visita foi unilateral, fora da agenda do aeroporto e, contudo, foi classificada como positiva.

“Primeiro, nós como sistema de transporte aéreo do país, enxergamos que o Aeroporto de Maricá, com a infraestrutura que está sendo formada, traz um crescimento para a região e também para o fomento da aviação, que é muito importante em qualquer país. A nossa vinda é para realmente verificar se as instalações estão cumprindo as condições especificadas pelo DECEA. Temos um órgão de controle que interage com as aeronaves para trazer segurança nos pousos e decolagens para estabelecer uma comunicação das condições meteorológicas do aeroporto”, explicou Cicácio.

O Consultor Aeronáutico Valdir Padilha contou que a visita do tenente é de grande importância para o aeroporto: “a visita do tenente-coronel, que é a segunda pessoa em comando no SRPV – SP, foi para averiguar se as instalações das quais eles tinham aprovado quando fizemos a solicitação estavam em ótimas condições. Após conferir as obras concluídas, saiu bastante impressionado. Com isso, ele irá comunicar ao seu departamento em qual estado está a cidade de Maricá. Posso adiantar que ele que gostou de tudo que viu”, comentou.

Em maio deste ano as operações offshore retornaram e, gradativamente, as projeções para a ampliação do aeroporto têm se consolidado. O Aeroporto de Maricá tem classificação SBMI, dispõe de uma estação meteorológica, tem a inclusão da rádio no ciclo de aeroportos, passou pela homologação de EPTA e pela inspeção para implantação do RNAV.

Por Roberval Silva