Comitiva de Rondônia visita Maricá para conhecer o Mumbuca Verde

A Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) recebeu uma comitiva do estado de Rondônia para conhecer projetos de sustentabilidade do Mumbuca Verde e deixou a cidade “animada com as perspectivas”. O programa, que oferece compensação de impactos ambientais provocados pela ação de empresas e pessoas físicas, pode ser um modelo a ser adotado pela unidade federativa que tem boa parte de seu território na Floresta Amazônica.

“Ficamos muito animados com as perspectivas que um projeto como o Mumbuca Verde pode gerar em receitas, aliando sustentabilidade e preservação ambiental”, avaliou Clarissa Barros, analista tributária e chefe do Núcleo de Ativos Ambientais de Rondônia.

Foto: Leonardo Fonseca

O maior diferencial do sistema em que opera o Mumbuca Verde (através do cálculo de serviços ambientais) para outros meios de mitigação de impactos ambientais.

Foto: Leonardo Fonseca

“Ao contrário do crédito de carbono, que é um passivo e uma promessa para o futuro, o Mumbuca Verde com os serviços ambientais protege a mata de pé, a conservação de áreas que não foram degradadas e que, recebendo esses recursos, é mantida, sem precisar dar espaço a atividades econômicas tradicionais, como abertura de pastos e lavouras”, explicou Hamilton Lacerda, presidente da Codemar.

Os visitantes

Além de Clarissa Barros, integraram a comitiva rondoniense Daniel Soller, coordenador do Tesouro Estadual; e o auditor fiscal Wagner de Freitas. Eles foram recepcionados na Codemar pelo presidente, Hamilton Lacerda; pelo diretor de Gestão e Participação, Cristiano Brochier; e pelo superintendente do Mumbuca Verde, Davi Cohen.

Foto: Leonardo Fonseca

“O Mumbuca Verde é uma verdadeira ferramenta de fomento à preservação social, econômica e ambiental dos biomas da cidade por meio de estratégias inovadoras de materialização, precificação e valoração de ativos ambientais”, concluiu Daniel Soller, dando pistas de que pode surgir um projeto inspirado no Mumbuca Verde ou até mesmo uma parceria com a Codemar no futuro.

Como funciona

O Mumbuca Verde, através da plataforma Tesouro Verde, da empresa brasileira BMV Global, transforma em produtos os chamados “serviços ambientais”. Um complexo cálculo transforma em valores em reais os serviços que a mata e os animais nos oferecem, como a ciclagem de água, a polinização, a regulação do clima e outros. Para o cliente do Mumbuca Verde, no entanto, não há complicações: com base numa calculadora intuitiva, o empresário ou pessoa física informam o consumo de água, combustíveis e outros parâmetros e descobre o quanto precisa investir na preservação ambiental. O valor é mostrado e basta efetuar o pagamento.

Os membros da comitiva de Rondônia também foram ao Banco Mumbuca conhecer outras políticas sociais implementadas em Maricá.

Programas

Notícias

Núcleo de Iniciação de Handebol de Praia é um dos sucessos da Arena da...

Espaço conta com treinamentos e aulas para crianças e jovens, que aproveitam as férias escolares para frequentar ainda mais O handebol de praia foi um...

Codemar apresenta projetos e troca informações sobre cooperativismo com instituição espanhola

Companhia pode aplicar conhecimentos da Fundação Mundukide na melhoria das formas de coletivização do trabalho em Maricá A Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) recebeu...

Dia de campo com workshop e tomates especiais na Fazenda Joaquín Piñero

Encontro teve participação do chef italiano Bruno Marasco ensinando receita tradicional da Itália Setenta pessoas participaram do Dia de Campo e Degustação de Pratos com...