Gerido pela Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), com o apoio da Secretaria Municipal de Segurança, Ordem Pública e Trânsito, o Estacionamento Rotativo Remunerado (Maricá Rotativo) está em fase final de criação e será implantado em maio, no Centro. A informação foi anunciada na manhã de sexta-feira, vinte e nove de março, durante uma coletiva de imprensa na sede da companhia.

De acordo com o presidente da Codemar, José Orlando Dias, todos os órgãos impactados pela iniciativa receberão treinamento de capacitação e aperfeiçoamento do sistema digital e normas de trânsito. “A expectativa é começar em maio a fase de testes, que deve durar cerca de 30 dias, com orientação sem cobrança, para que as pessoas possam se adaptar. Estamos fazendo a implantação do sistema, enquanto a Secretaria de Trânsito está responsável por toda a parte de sinalização, segurança, fiscalização, controle e aplicação de penalidades, quando houver necessidade”, explicou.

Após a fase de testes, o valor do período de duas horas será de R$ 2,50 para carros com placas de fora e de R$ 2 para placas licenciadas na cidade, o pagamento poderá ser realizado com dinheiro, cartões de crédito, débito e cartão Mumbuca. O Maricá Rotativo será dividido em três áreas (Centro, Orla e Itaipuaçu), com três diferentes setores (Comercial, Residencial e Orla), que funcionarão de segunda-feira a sábado das 7h às 19h, e no domingo das 7h às 21h.

Inicialmente serão disponibilizadas 600 vagas no Centro e os usuários poderão acessá-las efetivando a compra de tickets por meio de aplicativo de celular, pontos de venda credenciados em estabelecimentos comerciais ou através dos agentes de campo que circularão pelas ruas.

“Estamos nos organizando junto às associações comerciais, de forma que a gente possa apresentar os benefícios de se tornar um ponto de venda (PDV). Esta é uma ação que vai ajudar bastante no fluxo da cidade, mas também tem um viés social, já que com a verba captada estaremos investindo em segurança e conservação, além de gerar uma dinâmica comercial para aqueles que estão aderindo aos PDVs, que receberão 10% da arrecadação bruta na comercialização do e-ticket e ainda atrairão pessoas para o seu negócio”, ressaltou José Orlando.

Entre as vagas que estão sendo delimitadas pela Secretaria de Segurança, Ordem Pública e Trânsito, também estão estabelecidas as obrigatoriedades para pessoas com deficiência, gestantes e idosos, assim como as áreas de carga e descarga em comércio, que serão sinalizadas com tempo determinado.
As vagas serão implantadas gradativamente e, de acordo com o mapeamento da Secretaria de Trânsito, a sequência traz a área da Orla, em agosto, e a área de Itaipuaçu, em outubro.

A Implantação do Estacionamento Rotativo em Maricá está vinculada ao Inciso X do Art. 24 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o qual determina que “compete aos órgãos públicos ou entidades executivos de trânsito dos municípios, no âmbito de sua circunscrição: implantar, manter e operar sistema de estacionamento rotativo pago nas vias”.