Grupo de Trabalho do Plano de Desenvolvimento de Itaipuaçu faz reunião de avaliação

Integrantes de oito secretarias, autarquias, universidade e empresa refletiram sobre o plano apresentado pela Codemar

O grupo de trabalho sobre a Operação Urbana Consorciada de Itaipuaçu se reuniu, na segunda-feira (19/06), para avaliar em mais profundidade o Plano de Desenvolvimento Urbano-Ambiental da Orla de Itaipuaçu. O documento apresentado pela Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) mostra ações necessárias para o crescimento ordenado do bairro.

Reunião do grupo de trabalho do Plano de Desenvolvimento Urbano-Ambiental de Itaipuaçu. Foto: Divulgação

Os órgãos receberam estudos que constam no plano e tiveram cerca de 10 dias para analisar com mais profundidade os trabalhos apresentados, verificar os impactos e apresentar contribuições e sugestões.

Participaram desta reunião representantes das secretarias de Urbanismo; Cidade Sustentável; e Desenvolvimento Econômico, Indústria, Petróleo e Portos; da autarquia Somar; das empresas mistas Codemar e Sanemar; da Coppe UFRJ; e da empresa de engenharia TCRE Consultoria.

Ao comentar a parceria estabelecida, o presidente da Codemar, Hamilton Lacerda classificou de “momento histórico” a transversalidade de ações que serão construídas a partir desse grupo de trabalho.

“Essa parceria é um momento histórico, em que estabelecemos amplo diálogo para fazer o melhor projeto possível, da forma mais econômica e mais inteligente para beneficiar a cidade de Maricá”, destacou Lacerda.

Reunião do grupo de trabalho do Plano de Desenvolvimento Urbano-Ambiental de Itaipuaçu. Foto: Divulgação

Segundo o presidente da Codemar, a companhia recebeu a missão de executar a interlocução entre diferentes entes e órgão públicos para otimizar as ações e os resultados.

Cristiane Jaccoud, diretora de Planejamento da Codemar, designada para compor e articular o grupo de trabalho, explicou que depois do primeiro encontro, onde foi apresentado o projeto, também foi enviado material para todos os atores envolvidos e nova reunião foi marcada.

Ela informou também que, em paralelo, a UFRJ foi chamada, uma vez que a instituição tem convênio de PD&I (Projeto, Desenvolvimento e Inovação) com a Codemar.
A diretora disse ainda, que projetos de análises feito pela UFRJ são convergentes com o da Orla de Itaipuaçu.

Durante a reunião, a UFRJ também apresentou os estudos que já vem desenvolvendo.

Segundo Cristiane, foram repassados os pontos principais da proposta da Codemar. Agora, com os atores mais familiarizados, a reunião foi ainda mais produtiva e todos os órgãos estão em sintonia.

“Cada um dos atores fez seus apontamentos ao plano e percebemos que esses apontamentos eram convergentes àquilo que já constava do plano”, disse Cristiane.

Mobilidade Urbana

A Secretaria de Urbanismo designou Mônica Campos, da área de Planejamento Urbano e Gestão da Cidade, para colaborar com o Grupo:

“Tivemos a oportunidade de compartilhar informações relevantes sobre o Plano Diretor e Plano de Mobilidade, visando fortalecer a cooperação e integração entre as diversas áreas envolvidas. Essa troca de informações vai auxiliar um planejamento mais completo e abrangente do plano apresentado pela Codemar. Com isso, vimos a importância de agendar uma reunião específica voltada para discutir questões de mobilidade, o que será fundamental no avanço dessa temática”, avaliou Mônica.

Reunião do grupo de trabalho do Plano de Desenvolvimento Urbano-Ambiental de Itaipuaçu. Foto: Divulgação

Cidade Sustentável

O subsecretário de Cidade Sustentável da prefeitura, Guilherme di Cesar, também integra o Grupo de Trabalho que cuida da sintonia fina do plano. “É um bom trabalho. O projeto apresentado pela Codemar é muito bom e leva em consideração todas as necessidades legais com impacto nas lagoas e canais, por exemplo”, disse di Cesar.

O trabalho continua com novas reuniões temáticas e específicas com as instituições envolvidas.

Crescimento ordenado

O objetivo do Plano de Desenvolvimento Urbano-Ambiental na Orla de Itaipuaçu é garantir que o bairro, um dos que apresentam maior crescimento da cidade, continue evoluindo nas próximas décadas sem que a população sofra com perda de qualidade de vida. O trabalho envolve a requalificação de vias, mudanças na ocupação do solo, a criação de parques e de centros com equipamentos públicos.

Depois da apresentação do plano, no dia 5 de junho, a Codemar criou o grupo que reúne vários órgãos para se debruçar sobre o trabalho feito pelos urbanistas e tomar coletivamente decisões sobre as ações.

Programas

Notícias

Após treinos em Maricá, Brasil vence Sul-Centro e conquista vaga no Mundial

A seleção brasileira de handebol de praia conquistou o título com os times masculino e feminino do Sul-Centro Americano, no Paraguai, neste sábado. A...

Estande da Codemar atrai público interessado em Economia Criativa, Sustentabilidade e outros assuntos, no...

Além dos painéis, óculos de realidade virtual com projetos da companhia e Programa Lagoa Viva chamaram a atenção de quem visitou o evento   Painéis...

Painéis sobre Fundo de Investimento Imobiliário e o impacto econômico da cadeia solidária atraem...

Projeto Lagoa Viva também mostra evolução na revitalização das lagoas e canais da cidade com participação de seus pesquisadores Novas oportunidades para investidores em Maricá...