Mostrando a sua importância estratégica para a indústria de petróleo e gás, Maricá está bem representada em uma das maiores conferências de tecnologia offshore da América do Sul, a OTC Brasil 2019. O evento bianual, aberto no dia vinte e nove de outubro, acontece no Centro de Exposições Sul América, na Cidade Nova, Centro do Rio. Todo o trade do setor, de companhias de pesquisa e exploração a fornecedores de insumos e peças, participa da conferência.

Instalada em um estande no segundo andar da conferência, a Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) está expondo os principais projetos da cidade que o pré-sal transformou em eixo de desenvolvimento regional.  Entre os itens, o Parque Tecnológico e o Hub Logístico com atividades offshore sendo operadas a partir do aeroporto do município – que está em operação atendendo a plataformas que atuam no pré-sal da Bacia de Santos.

O presidente da Codemar, José Orlando Dias, adiantou que as operações do aeroporto estão avançando rapidamente e anunciou na conferência a assinatura de um contrato com uma das maiores empresas de operações aéreas do país, a Omni Brasil, para utilização do aeroporto de Maricá como base de operações.  “O mercado tem reconhecido o trabalho que tem sido feito. Estamos dentro do mapa de negócios da indústria offshore e batalhamos para que isso pudesse ser real. As conversas hoje não são mais de curiosidade a respeito do que o município está fazendo, mas sim, temos aqui negociações de empresas querendo entender como elas podem, de alguma forma, participar do que estamos fazendo”, afirmou. A Omni opera uma frota de helicópteros de grande porte, além de prover serviços de manutenção e handling, entre outras atividades.

O público da conferência tem a mesma opinião. “Nem sabia que já estava funcionando um aeroporto em Maricá. Atendendo a área de offshore isso é muito importante. Se isso vem para a área comercial é um ganho muito grande”, afirmou Lindalva Araújo, gerente de uma empresa de transporte de produtos perigosos.

O presidente da Triunfo Logística, uma das principais operadoras no porto do Rio, Bruno Sá, considerou a posição geográfica de Maricá como um dos principais atrativos para investir na cidade. “É importante essa posição geográfica no mercado óleo e gás que de fato vem crescendo e a empresa tem que ter sempre uma visão ampla dos negócios e estamos olhando para Márcia com interesse”, avaliou após visualizar no celular o mapa de Maricá, o projeto do aeroporto, dos novos hangares, pátio e o tamanho da pista.

Em visita ao estande da Codemar, o Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego e Renda, Lucas Tristão, avaliou o evento de um modo geral, reforçando o papel da Codemar no desenvolvimento de Maricá. “A OTC é o maior evento de óleo e gás do mundo e o Rio de janeiro tem o prazer de ser o anfitrião das maiores cabeças pensantes da indústria de óleo e gás. Debates de alto nível, inovações tecnológicas, alocações de recursos e também da presença de empresas que até então não haviam investido no Rio e vão começar a investir a partir dos próximos leilões”, disse. “A presença da Codemar aqui é importantíssima, demostrando a força de Maricá no desenvolvimento da indústria extrativista do Rio de Janeiro”, pontuou.