Prefeitura de Maricá e Codemar apresentam no Ceará experiências e novos projetos com a moeda Mumbuca

Banco pioneiro em economia solidária no país comemorou 25 anos

As experiências e os projetos de Maricá com a moeda social Mumbuca foram apresentados no seminário de comemoração pelos 25 anos do Banco Palmas, na última semana. Conhecido mundialmente pelo pioneirismo em práticas de economia solidária, a instituição fundada em Fortaleza (CE) é a mais experiente na atuação como banco comunitário no país. A programação aconteceu no Conjunto Palmeira, na capital cearense, no período de 26 a 29/04.

A prefeitura de Maricá e a Codemar (Companhia de Desenvolvimento do Maricá) participaram da mesa temática sobre a “Orquestração de políticas públicas para o bem viver: as experiências das prefeituras de Maricá e Rio de Janeiro”.

O evento reuniu a Rede Brasileira de Bancos Comunitários, movimentos sociais, empresas, acadêmicos e gestores públicos do Brasil e de outros países. Um dos objetivos foi promover a reflexão sobre a importância do desenvolvimento local e da capacidade dos territórios em gerar e distribuir riqueza.

Além das mesas temáticas, a programação também contou com oficinas para debater os Bancos Comunitários e as Moedas Sociais de forma transversal com as temáticas das redes solidárias, segurança alimentar, novas tecnologias, questão climática, economia circular e da cultura e similares.

Em um dos painéis, o superintendente de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da Codemar, Danilo Pitarello, propôs uma das possibilidades que vão além do microcrédito: a macrocaptação, o uso de plataformas de investimento coletivo para financiar pequenos investimentos no território.

“Os aplicativos que a Codemar hoje vem se preparando para lançar na cidade têm a função de manter os recursos circulando dentro da economia local e evitar que esses recursos sejam transferidos para outras localidades, inclusive fora do país”, destacou Pitarello.

Tecnologia aliada ao social

A Codemar apresentou ainda para os bancos comunitários presentes e gestores de economia solidária como essas tecnologias de comércio eletrônico e tecnologias financeiras podem ser usadas para viabilizar projetos de economia solidária e agroecologia, como explicou o superintendente Pitarello.

“Apresentei nossos projetos da Codemar de aplicativos e plataformas como o Shopping Mumbuca e o Mumbucar, dando exemplo de como eles podem ser usados para fomentar a economia local e os negócios de economia solidária e de agroecologia. Além disso, mostramos mais do que a gente está fazendo na área tecnológica com o objetivo de criar em Maricá uma economia independente, resiliente e sustentável que no futuro vai conseguir funcionar independente dos royalties do petróleo”, completou.

Maricá: cidade solidária

Para o diretor de Economia Solidária e Sustentabilidade da Codemar, Eugênio Soares, que também esteve presente no evento, Maricá tem assumido protagonismo importante na política pública da economia solidária. Eugênio Soares lembrou que esteve em Brasília com o secretário municipal de Economia Solidária do Rio de Janeiro, Diego Zeidan, e o deputado federal Washington Quaquá para encontrar o secretário nacional de Comunidade Solidária, Gilberto Carvalho, a fim de apresentar o projeto “Maricá, cidade solidária”.

“Esse é um projeto que consiste tornar Maricá em uma das grandes referências, se não for a maior no Brasil, como cidade na área de economia solidária. Nós temos todas as condições para isso. Nós efetivamente temos uma política do banco comunitário, temos a política desenvolvida na Secretaria de Economia Solidária e a Diretoria de Economia Solidária e responsabilidade social da Codemar, que é uma inovação porque dentro de uma empresa pública, talvez seja esta a única experiência. Maricá realmente deposita e coloca total prioridade na política de economia solidária”, ressaltou o diretor Eugênio Soares.

Maricá bem representada

A mesa de debates contou com a participação, além do superintendente de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação da Codemar, Danilo Pitarello, do secretário de Economia Solidária de Maricá, Adalton da Motta; o secretário de Desenvolvimento Econômico de Maricá, Igor Sardinha; o secretário de Economia Solidária do Rio de Janeiro e vice-prefeito licenciado de Maricá, Diego Zeidan, e a presidente do Banco Mumbuca, Manuela Mello . Estiveram presentes também no evento, representando a diretoria de Economia Solidária e Sustentabilidade da Codemar, o assessor especial Alexandre Nascimento.

Programas

Notícias

Núcleo de Iniciação de Handebol de Praia é um dos sucessos da Arena da...

Espaço conta com treinamentos e aulas para crianças e jovens, que aproveitam as férias escolares para frequentar ainda mais O handebol de praia foi um...

Codemar apresenta projetos e troca informações sobre cooperativismo com instituição espanhola

Companhia pode aplicar conhecimentos da Fundação Mundukide na melhoria das formas de coletivização do trabalho em Maricá A Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) recebeu...

Dia de campo com workshop e tomates especiais na Fazenda Joaquín Piñero

Encontro teve participação do chef italiano Bruno Marasco ensinando receita tradicional da Itália Setenta pessoas participaram do Dia de Campo e Degustação de Pratos com...